Caso Djidja: Saiba o que são ‘Cartas de Cristo’, livro utilizado para mascarar uso abusivo de drogas da Família Cardoso

Polícia

Manaus (AM)- Nos anos 2000, uma senhora britânica passou a publicar anonimamente uma série de cartas psicografadas, supostamente recebidas de Jesus. Tais cartas, foram traduzidas e vendidas como uma espécie de bíblia através da Editora Almenara, em 2 volumes bem sucedidos.

As Cartas de Cristo (Christ Returns-Speaks His Truth em inglês), seguido do segundo volume intitulado Cartas de Cristo – Textos Complementares, são os dois volumes que eram vendidos ao redor do mundo.

A registradora (recorder, traduzida na versão em português como “o Canal”), afirma ter passado por várias experiências espirituais parapsíquicas ao longo de seus quarenta anos anteriores às cartas.

Jesus, também conhecido como “Filho do Homem” em quem a escritora tinha fé, a haveria instruído, entre os anos de 1966 e 1978.

A registradora (O canal), afirma que Cristo imprimia em sua mente centenas de discursos e imagens ou enviava a verdade dele para sua mente moldá-la em palavras, e que todas as afirmações vinham da mente de Cristo para a dela

No site da editora, Almenara editorial, é possível encontrar um recado informando que a editora encerrou a publicação do livro, logo após as diversas polêmicas que cercam as histórias da tal seita.

Seguidores desse movimento pseudo religioso, geralmente são induzidos ao envolvimento com o uso exacerbado de psicotrópicos que os levam para uma “viagem demensional e alucinógena”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *