Cassiano Cirilo Anunciação ‘Batará’, do Grupo Diário de Comunicação morre aos 92 anos

Amazonas

Manaus (AM)– Cassiano Cirilo Anunciação Batará, 92, morreu na noite desta quinta-feira (28), no hospital Sírio Libanês, em São Paulo. O empresário tentava se recuperar de uma pneumonia, mas não resistiu.

‘Batará’, como era conhecido, surgiu para a vida empresarial na década de 60, quando colocou nas ruas os primeiros ônibus para realizar o transporte coletivo em Manaus.

Na época os veículos tinham carroceria de madeira, como ele mesmo costumava lembrar. Cassiano era um dos empresários de maior liquidez no Estado.

A carreira

‘Batará’, como era conhecido, surgiu para a vida empresarial na década de 60, quando colocou nas ruas os primeiros ônibus para realizar o transporte coletivo em Manaus. Na época os veículos tinham carroceria de madeira, como ele mesmo costumava lembrar. Cassiano era um dos empresários de maior liquidez no Estado.

Pelos seus serviços prestados, o empresário recebeu diversos títulos e comendas dos mais variados segmentos pela dedicação e colaboração para o desenvolvimento dessas atividades.

Os negócios do grupo empresarial de Cassiano Anunciação começaram na década de 1960, no ramo de transporte urbano de passageiros, uma atividade pioneira em Manaus, após a desativação dos bondes elétricos.

Após essa empreitada, a atuação do empresário foi diversificada para o setor imobiliário e na hotelaria, ao aproveitar o grande fluxo de visitantes do turismo de compras de produtos importados, nos primeiros anos da Zona Franca de Manaus.

O grupo atualmente opera em vários segmentos no mercado imobiliário, com complexos de instalações para empresas do Polo Industrial de Manaus.

As atividades imobiliárias se espalharam para o segmento comercial e de serviços, como centro comercial para comércio de automóveis e de abastecimento de combustíveis.

Após essa empreitada, a atuação do empresário foi diversificada para o setor imobiliário e na hotelaria, ao aproveitar o grande fluxo de visitantes do turismo de compras de produtos importados, nos primeiros anos da Zona Franca de Manaus.

O grupo atualmente opera em vários segmentos no mercado imobiliário, com complexos de instalações para empresas do Polo Industrial de Manaus.

As atividades imobiliárias se espalharam para o segmento comercial e de serviços, como centro comercial para comércio de automóveis e de abastecimento de combustíveis.

Fonte: D24am


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *