Grupo afro-cultural lança projeto de reutilização criativa para produção de novos figurinos

Amazonas Cidades Sociedade

MANAUS (AM) – Projeto Ressignifica – Construindo Visuais Sustentáveis, promovido pelo grupo Maracatu Pedra Encantada tem o objetivo de compor um novo visual com a confecção de novos figurinos, novo estandarte e outros adereços utilizando a técnica upcycling, movimento fashion ecológico que reutiliza materiais que iriam para o lixo.

O Maracatu Pedra Encantada é um coletivo de artistas que existe em Manaus há 8 anos. No meio artístico cultural da cidade, o grupo é conhecido por promover a cultura do maracatu de baque virado que no Brasil possui origem em Recife, Pernambuco.

Além de ser conhecido por fortalecer a manifestação cultural afro-brasileira na capital amazonense, por meio das loas da Nação Porto Rico de Recife, do qual é filho, o grupo tem sua marca registrada pelos figurinos com saias coloridas e criativas, feitas de tecido de guarda-chuva.

“A ideia surgiu quando o grupo tinha acabado de nascer. Estávamos no processo de fazer os figurinos e o estandarte. Não tínhamos recurso pra fazer um figurino completo do zero, então o Adroaldo, figurinista, deu a ideia de fazermos a saia com tecidos de sombrinha, que são muito descartados nas ruas, principalmente no período de chuva. Essa foi a forma de fazermos algo lindo e que ainda é sustentável”, explicou Erika Tahiane, uma das coordenadoras do grupo.

O projeto está sendo executado pelos participantes do grupo, além de outros artistas e artesãos de Manaus. Para a confecção dos novos figurinos, o Pedra Encantada conta com doações de tecidos de guarda-chuva que podem ser feitas durante as oficinas e ensaios que estão acontecendo aos sábados, a partir das 16h, no Sintel – Sindicato dos Trabalhadores em Telecomunicações, localizado no bairro Aparecida. Além disso, as coletas estão sendo feitas no Centro Cultural Sereia Mística, também do bairro Aparecida e Centro Cultural Cabocla Jurema, no Redenção, até o dia 8 de junho.

*Com informações da assessoria

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *