Itamaraty confirma morte de brasileira que estava desaparecida em Israel

Mundo

Israel – O Ministério das Relações Exteriores confirmou, na manhã desta sexta-feira (13), a morte da brasileira que estava desaparecida em Israel desde o ataque a bombas do grupo terrorista Hamas, no sábado (7). Karla Stelzer Mendes, de 42 anos, é a terceira cidadã brasileira vitimada no confronto. “Ao solidarizar-se com a família, amigas e amigos de Karla, o governo brasileiro reitera seu total repúdio a todos os atos de violência contra a população civil”, escreveu o Itamaraty, em nota.

A carioca estava no festival de música eletrônica próximo à Faixa de Gaza que foi atacado pelo Hamas. A brasileira tinha cidadania israelense e morava no país com o filho, de 19 anos, que faz parte do Exército local.

Como as autoridades não tinham informações sobre o paradeiro de Karla, o governo brasileiro não descartava a hipótese de ela estar entre as pessoas mantidas reféns pelo grupo terrorista.

A teoria ganhou força depois que o porta-voz das Forças de Defesa israelenses, Jonathan Conricus, afirmou, em transmissão nas redes sociais, que havia, entre os cidadãos sequestrados pelo Hamas, pessoas com dupla nacionalidade, inclusive brasileiras. A informação ainda não foi confirmada.

“Também recebemos essa informação e estamos procurando verificá-la. Não temos confirmação de que há reféns com nacionalidade brasileira”, informou o secretário de África e de Oriente Médio do Itamaraty, o embaixador Carlos Sérgio Sobral Duarte, no dia que Conricus fez a declaração.

Fonte: R7

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *