ANUNCIE AQUI!

Justiça Federal investiga denúncias de pessoas que viajam ao interior para furar fila da vacina contra Covid

Serão feitas inspeções e auditorias nas cidades, começando por Iranduba, para verificar os nomes de todos os vacinados e checar se são moradores ou não

Por Barbára Nascimento em 15/05/2021 às 11:26:07

A Justiça Federal no Amazonas iniciou uma investigação com base em denúncias de que pessoas estão viajando ao interior do estado para furar a fila da vacinação contra a Covid. Alguns municípios estão mais avançados nos grupos prioritários, do que capitais, temos como exemplo, Atalaia do Norte os profissionais da Educação já foram imunizados contra Covid, em Parintins, adultos de 45 a 49 , com e sem comorbidades .

Conforme a Justiça Federal, serão feitas inspeções e auditorias nas cidades, começando por Iranduba, para verificar os nomes de todos os vacinados e checar se são moradores ou não.

A Justiça ressaltou que é feita uma estimativa, com base na população de cada cidade, para o envio de doses, e burlar a fila de prioridade pode afetar pessoas incluídas nos grupos prioritários.

A campanha em na capital, está imunizando grávidas, mães com até 45 dias de pós-partos e adultos com doenças preexistentes.

Sobre a investigação, o Governo do Amazonas informou, em nota, que a Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM) ainda não foi notificada pela Justiça, mas está a disposição para repassar todas as informações solicitadas. A FVS afirmou que monitora a utilização das doses aplicadas nos municípios conforme as informações fornecidas pelas prefeituras municipais, de quem é a responsabilidade pela cumprimento do Plano Nacional de Imunização (PNI) e pelas doses aplicadas.?

Comunicar erro
ENTRE NO NOSSO GRUPO DE WHATSAPP

Comentários

ANUNCIE AQUI!