General Villas Bôas é exonerado de cargo de assessor no governo

Militar ocupava posto de assessor no Gabinete de Segurança Institucional.

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

BRASIL - A pedido do militar, o governo federal exonerou o general Eduardo Villas Bôas do cargo de assessor especial do ministro do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República, Augusto Heleno. A despedida foi publicada no Diário Oficial da União na tarde de terça-feira (21).

Conforme informações, Villas Bôas sofre de esclerose lateral amiotrófica (ELA) em estágio avançado, impossibilitando o trabalho no governo.

O general ocupava o cargo de assessor especial do GSI desde janeiro de 2019, quando deixou o comando do Exército pelas mesmas questões relacionadas à doença. O gabinete corresponde pela coordenação da área de inteligência do governo, na qual está subordinada a Agência Brasileira de Inteligência (Abin).

Em evento realizado neste ano, Villas Bôas recebeu elogios do presidente Jair Bolsonaro (PL), que o considerava um braço direito.

"Eu sempre o julguei como homem forte e patriota, acima de tudo, e quis nessa estrada da vida que ele enfrentasse o grande obstáculo. Confesso, não esperava que ele fosse um homem tão forte, como são os senhores aqui, nesse dia, nesse evento, dos portadores de doenças raras", declarou Bolsonaro.