Libertadores: Corinthians desperdiça pênalti e fica no empate com o Boca Juniors

A vaga às quartas de final da Libertadores será decidida na Bombonera

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

BRASIL - No primeiro jogo das oitavas de final da Libertadores, Corinthians e Boca Juniors empataram sem gols, nesta terça-feira (28), na Neo Química Arena em São Paulo.

O JOGO

Corinthians e Boca Juniors iniciaram o confronto com equilíbrio e poucas oportunidades criadas. Se o time argentino tentou em cabeçada de Benedetto, defendida por Cássio, o Timão ameaçou com Giuliano, parado pela zaga adversária. A maior parte do primeiro tempo foi morna. O jogo esquentou mesmo depois dos 36 minutos, quando Adson recebeu a bola, fez boa jogada individual e chutou colocado, assustando Rossi. Aos 39, o árbitro marcou pênalti para o Corinthians, após Rojo acertar o rosto de Mantuan. Na cobrança, Róger Guedes parou na defesa de Rossi. O Boca, então, cresceu. E Benedetto, aos 47, obrigou Cássio a grande defesa para salvar o Timão.

Logo aos dois minutos da etapa final, o Corinthians se lançou ao ataque e quase abriu o placar. Willian fez boa jogada pela esquerda e cruzou para trás. Giuliano bateu na zaga. No rebote, Mantuan finalizou, mas a bola desviou na defesa e saiu pela linha de fundo. Quatro minutos depois, Cássio fez outra bela defesa em falta cobrada por Óscar Romero.

Aos 12 minutos, o Timão reclamou de pênalti Roni em Adson com Sández, mas nem o juiz nem o VAR acharam penalidade. Após grande chance perdida por Adson, aos 20 minutos, o jogo ficou mais brigado, especialmente no meio-campo. Tanto Corinthians quanto Boca reclamava de forma mais acintosa com o árbitro.

O jogo ficou mais picotado pois ambas equipes paravam os ataques adversários com falta. Nos cinco minutos finais, o Boca teve duas boas chance de sair de Itaquera com a vitória. Benedetto aproveitou erro de João Victor e arriscou de muito longe, mas a bola passou ao lado do gol. Aos 47, Cássio saiu bem e cortou o cruzamento de Villa.

O jogo de volta, na Bombonera, acontece na próxima terça-feira (5), às 21h30. No mata-mata da competição continental, não há mais o gol qualificado, conhecido como 'gol fora'.