meta Oab

Câmara de Manaus discute possibilidade em cancelar festa de Réveillon

O surgimento da variante Ômicron preocupou os vereadores que começaram a debater os riscos da realização do Réveillon na Ponta Negra, além do Carnaval no ano que vem.

Por Redação Portal Sargento Adiel em 29/11/2021 às 15:24:36

Foto: Reprodução

MANAUS - O surgimento da Ômicron na √Āfrica do Sul, uma das variantes do coronavírus, provoca preocupa√ß√£o no mundo e, claro, a discuss√£o chegou à C√Ęmara Municipal de Manaus (CMM) que, nesta segunda-feira (29), levantou a discuss√£o sobre o cancelamento das festas de Réveillon e do Carnaval, visando a tomada de decis√Ķes necess√°rias para o enfrentamento da pandemia na capital amazonense.

O vereador Rodrigo Guedes (PSC), que j√° anunciou que vai questionar na Justi√ßa a realiza√ß√£o do Réveillon, pediu que a Prefeitura realize uma pesquisa para saber a opini√£o da popula√ß√£o a respeito da suspens√£o da festividade.

No entanto, o vereador William Alem√£o (Cidadania) lembrou que a festa do final do ano gera 24 mil empregos direitos e indiretos, conforme dados do município e, por isso, defende que o Réveillon seja realizado. Mas, para a promo√ß√£o da festa, Alem√£o diz ser necess√°rio que Manaus n√£o apresente indicadores sanit√°rios negativos.

Nota-se que, dados divulgados pelo órg√£os de Saúde do Estado indicam que o registro di√°rio de novos casos de Covid-19 em Manaus aumentou 66% nos últimos 14 dias. A capital amazonense vinha com uma média de 15 casos por dia e saltou para 25 em duas semanas.

Vereadores membros da base de apoio ao prefeito David Almeida (Avante), como Sandro Maia (DEM), também saíram em defesa da realiza√ß√£o do Carnaval, destacando que a produ√ß√£o da festa deve ser feita com cautela e responsabilidade. J√° Marcel Alexandre (Podemos) evitou cravar uma posi√ß√£o e disse que vai "ouvir" seus eleitores nas redes sociais para poder se posicionar.

De acordo com o líder do prefeito na CMM, vereador Marcelo Serafim (PSB), os recursos reservado para o Réveillon somam o valor de R$ 3,5 milh√Ķes, sendo que R$ 600 mil s√£o para o show do cantor Luan Santana.

Marcelo Serafim pediu pela terceira vez seguida a derrubada de um pedido de informa√ß√Ķes de Rodrigo Guedes, onde é solicitado os valores referentes aos gastos para as festividades do final de ano. Tais informa√ß√Ķes foram prestadas de maneira extraoficial pelo vereador.

O governista recuou e pediu aprova√ß√£o do pedido de informa√ß√£o para tornar público o projeto base dos gastos das festividades da Ponta Negra e do Réveillon Gospel.

Comunicar erro
ENTRE NO NOSSO GRUPO DE WHATSAPP

Coment√°rios

ANUNCIE AQUI!