meta Oab

Evangélicos querem vaga de vice-presidente de Bolsonaro em 2022

Para não ser derrotado na disputa de 2022, Bolsonaro precisa agora selar um novo pacto, mas com a cúpula das igrejas e dos templos, e não com o Progressistas de Lira.

Por Redação Portal Sargento Adiel em 04/12/2021 às 11:49:28

Foto: Reprodução

BRASIL - A aprova√ß√£o de André Mendon√ßa para ocupar uma cadeira de ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) escancarou a disputa entre partidos aliados do governo, que querem emplacar outro nome "terrivelmente evangélico" na Pra√ßa dos Tr√™s Poderes. Agora, porém, a reivindica√ß√£o é para ter a vaga de vice na chapa do presidente Jair Bolsonaro à reelei√ß√£o, em 2022.

A ala do Centr√£o que tem reclamado de desprest√≠gio é a do Republicanos, partido ligado à Igreja Universal do Reino de Deus A exig√™ncia para apoiar Bolsonaro na campanha inclui mais influ√™ncia no primeiro escal√£o e na montagem dos palanques estaduais.

H√° queixas de que a legenda vem sofrendo uma espécie de ataque especulativo por parte de parceiros do Centr√£o. A insatisfa√ß√£o aumentou durante as negocia√ß√Ķes para a entrada de Bolsonaro no PL. N√£o por causa da filia√ß√£o em si, mas porque o presidente também articulou a migra√ß√£o de ministros e deputados para o partido controlado por Valdemar Costa Neto. Além disso, alinhavou um "acordo" para abrigar como vice da chapa um pol√≠tico do Progressistas de Arthur Lira, presidente da C√Ęmara.

Em conversas reservadas, integrantes do Republicanos dizem que, para n√£o ser derrotado na disputa de 2022, Bolsonaro precisa agora selar um novo pacto, mas com a c√ļpula das igrejas e dos templos, e n√£o com o Progressistas de Lira.

Comunicar erro
ENTRE NO NOSSO GRUPO DE WHATSAPP

Coment√°rios

ANUNCIE AQUI!