Especialista da OMS diz que Ômicron não é motivo para pânico

A médica espera que a nova variante seja menos agressiva e acredita que o mundo está mais preparado

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

MUNDO - A variante Ômicron do coronavírus não deve ser motivo para pânico. É o que disse a cientista-chefe da Organização Mundial de Saúde (OMS), Soumya Swaminathan. Ela afirmou, contudo, que a nova cepa é muito transmissível.

"Precisamos estar preparados e cautelosos, não entrar em pânico, porque estamos em uma situação diferente de um ano atrás", explicou Soumya em uma entrevista à Reuters nesta sexta-feira, 3.

A médica disse esperar que a nova cepa cause efeitos "mais brandos". Entretanto, a cientista comentou que ainda "é muito cedo para tirar conclusões sobre a variante como um todo". Em sua opinião, o mundo está mais preparado com o surgimento das vacinas contra a covid-19.

"A Delta é responsável por 99% das infecções em todo o mundo", ponderou. "Esta variante teria que ser mais transmissível para competir e se tornar dominante em todo o mundo. É possível, mas não é possível prever."