meta Oab

MC Poze do Rodo doa R$ 20 mil após demissão de segurança por gorjeta

O funkeiro ficou revoltado com a atitude do condomínio, o caso gerou bastante repercussão na internet.

Por Antônio Farias em 12/01/2022 às 15:06:20

Foto: Divulgação

BRASIL - O funkeiro MC Poze do Rodo ficou em destaque nas redes sociais após revelar que fez uma doação nesta semana.

De acordo com o cantor, um segurança a quem ele deu uma gorjeta de R$ 100 foi demitido por ter aceitado o dinheiro.

Revoltado com a história, Pose revelou no Instagram que decidiu doar R$ 20 mil reais ao funcionário, que trabalhava em seu condomínio: "A empresa demitiu o segurança que aceitou um simples agrado. Isso é muita marola com o trabalhador. Sem neurose, que mundo é esse, parceiro? Como tem gente que consegue ser assim, irmão?", questionou o cantor em sua publicação.

O cantor entrou em contato com o segurança e fez duas transações de R$ 10 mil ao homem.

Pose ainda enviou uma mensagem ao segurança e se desculpou pela gorjeta inicial, que causou o problema: "Te mandei um outro agrado, guerreiro. Espero que essas duas transferências te ajudem, guerreiro. Desculpe qualquer coisa".

O funkeiro ganhou foi parabenizado pelos fãs, inclusive, muitos criticaram o condomínio e vários deles deram uma mesma ideia ao funkeiro. "Contrata o cara como seu segurança", escreveu um dos seguidor.


Relatos do trabalhador demitido:

Bernardo Henrique explicou que usaria os R$ 100 dados por Poze para colocar em seu cartão de passagem e, assim, conseguir trabalhar tranquilo. "Eu comecei a trabalhar na empresa dia 22 de dezembro e no dia 29 eu recebi o dinheiro da passagem, refeição e alimentação. Faltou o salário, que seria pago no 5º dia útil. Perguntei o porquê. Quando virou o mês, primeiro dia útil, dia 3, segunda-feira: parte dos vigilantes tinham recebido o (vale) alimentação e eu, nada. Segundo dia útil, na terça-feira, eles receberam o pagamento e eu ainda nem tinha recebido o vale alimentação. Perguntei de novo".

"Na quarta-feira, terceiro dia útil, pagaram o alimentação, mas até hoje não recebi o dinheiro da passagem. Quando o Poze me deu o dinheiro, pensei: 'Pô, vou botar esse dinheiro no Bilhete Único para vir trabalhar e ficar tranquilo", continuo.

Um dia depois da doação, Bernardo foi demitido sem explicações. O Grupo Lothar, responsável pela contratação e demissão do segurança, publicou uma 'nota de esclarecimento', onde explicam que respeitam os direitos humanos e tratam as pessoas com dignidade e respeito. "Pois acreditamos que essa é a base que nos impulsiona à garantia da busca contínua de excelência, pela qual já somos reconhecidos tanto por clientes e parceiros, como por colaboradores", dizia o comunicado.





Comunicar erro
ENTRE NO NOSSO GRUPO DE WHATSAPP

Comentários

ANUNCIE AQUI!