Pistoleiro do CV-AM é encontrado e preso pela Polícia Civil na Paraíba

Polícia

Brasil (BR)- Mohamed Bashir Juniot, vulgo ‘Basilio’, de 36 anos, atuava como pistoleiro na facção criminosa CV e entrou para a lista dos criminosos mais procurados do Amazonas.

O meliante acabou sendo encontrado e preso durante uma ação conjunta entre Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), por meio da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), em conjunto com a Secretaria Executiva Adjunta de Inteligência (Seai/SSP-AM) e Polícias Civil e Militar da Paraíba.

O mandante do crime, foi localizado na cidade de João Pessoa, além disso o mesmo possuía sete mandados de prisão em aberto pelos crimes de homicídio e tráfico de drogas.

O delegado-geral adjunto da PC-AM, Guilherme Torres, destacou o trabalho realizado pelas equipes da DEHS, Seai, Polícias Civil e Militar da Paraíba pelo êxito na operação que resultou na prisão do último foragido da Operação Tribunal do Crime, deflagrada em 2018, pelo Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRCO).

“Iniciei essa investigação na época em que eu era diretor do Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRCO) e foi identificado na comunidade da União, mais especificamente em uma área conhecida como Buritizal, uma espécie de ‘tribunal do crime’. Os criminosos sequestravam as vítimas, matavam, esquartejavam e enterravam no local”, informou o delegado-geral adjunto.

Segundo Torres, na época, com a ajuda do canil, os policiais conseguiram localizar três corpos. As investigações em torno da morte das vítimas apontaram a participação de várias pessoas, entre elas “Basílio”. Naquele local, os criminosos se reuniam em uma casa onde cometiam os crimes, tudo por conta de uma disputa relacionada ao tráfico de drogas.

“A partir de então, a Polícia Civil já deflagrou várias operações nessa localidade, inclusive uma no início deste ano, ocasião em que foram cumpridos 25 mandados de busca e apreensão”, afirmou Torres.

O primeiro crime ocorreu em fevereiro de 2016, quando Basílio e seu grupo criminoso tiraram a vida de Rodrigo Aroldo Ramos de Matos, no bairro Parque 10 de Novembro, zona centro-sul, com diversos disparos de arma de fogo. Já no segundo caso criminal, “Basílio” e seus comparsas mataram, em janeiro de 2018, na comunidade União, bairro Parque 10, uma vítima pertencente a uma facção rival. 

Há cerca de um ano atrás ele foi o mandante da morte de um homem identificado como Paulo Júnior, que era um cidadão honesto, simples, de boa família, mas que infelizmente se envolveu com uma ex-namorada de um suposto traficante da comunidade. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *