Vereador que pediu aumento de salário em Manacapuru é condenado por desacato

Amazonas

Caso ocorreu em 2021 e o parlamentar chegou a dizer ao gestor escolar que pediria a exoneração dele ao prefeito e primo, Beto D’Ângelo

MANAUS – O vereador Gerson D’Ângelo (Republicanos), da Câmara Municipal de Manacapuru, cobrou do presidente da Casa Legislativa, vereador Tchuco Benício (Cidadania), o aumento do próprio salário. Manacapuru integra a lista dos 50 municípios em situação de emergência devido à estiagem no Amazonas.

“É interesse de todos os vereadores com relação às mudanças de salário, aumento na Câmara (Municipal de Manacapuru). Tem alguma previsão? Tive agora discutindo com o vereador Sabãozinho, vereador Tororó e vereador Ivan da Lancha e o tempo está encurtando e a gente precisava de uma posição da presidência para ver quando que vai entrar em pauta essa propositura”, questiona o vereador durante a sessão plenária desta terça-feira, 17.

O presidente da Câmara de Manacapuru adverte que, apesar da maioria vencer, esse não é o melhor momento para se votar aumento salarial dos próprios parlamentares.

“Com toda essa estiagem que nós estamos vivendo, com essa dificuldade do povo do interior, da zona rural, não acho viável aumentar salário de vereador em um momento como esse”, disse Tchuco Benício.

Gerson D’Ângelo é primo do prefeito de Manacapuru, Beto D’Ângelo, e do deputado estadual Cristiano D’Ângelo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *